Como montar o dormitório do bebê

O dia das mães está chegando e para muitas este será o primeiro como mamães. Essa coluna é destinada às mamães de primeira viagem que precisam destinar um dos espaços da casa para se tornar o quarto do bebê. É um ambiente ao qual destina-se muito carinho para planejar – sem dúvida alguma, um momento único e singular para a família. Naturalmente, surgem ao longo do projeto e definição do ambiente dúvidas e incertezas para as mamães. Para garantir que o dormitório além de possuir qualidade estética, praticidade e conforto, vamos ver algumas dicas:

 

O dormitório do bebê deve comportar as funções: dormir, troca de fraldas e roupinhas, além da amamentação. Este é o primeiro ponto do planejamento. O projeto deve proporcionar os espaços destinados a essas funções. O local para troca de fraldas deve ter à mão as fraldas, os lencinhos, as pomadas, a térmica e o que mais precisar para que essa atividade possa ser realizada de maneira prática e confortável. Abaixo do trocador, o espaço pode ser aproveitado com gavetas ou portinhas para guardar os itens que mais são utilizados.

 

O local para a amamentação dependerá do tamanho do dormitório. Pode ser uma poltrona ou até um pequeno sofá para que a mãe e o bebê fiquem bem confortáveis. Já o berço, deve ser posicionado num local que não receba diretamente a ventilação das janelas nem do condicionador de ar e que ainda possibilite o acesso fácil para colocar e retirar o bebê do berço.

 

quarto_bebe_cinza-17

 

O mobiliário pronto para quartos de bebê que se encontra em lojas pode ser bem bonito e até oferece uma variedade de estilos, do clean e básico até o provençal ou o clássico. No entanto, indico que se tenha muito cuidado com essa aparente facilidade em comprar o armário ou a cômoda prontos, pois o mobiliário sob medida otimizará o aproveitamento do espaço. Todo o enxoval do bebê, as muitas fraldas, as roupinhas, os itens de higiene e brinquedos ocupam um espaço considerável. Com o projeto personalizado, todos os compartimentos serão planejados e o aproveitamento é garantido. Outra razão pela qual considero o mobiliário sob medida a melhor opção é a possibilidade de planejar que ele será utilizado quando o bebê crescer. O bebê cresce rapidamente comparado à vida útil de uma marcenaria. Por isso, é importante projetar as transformações que o quarto deverá sofrer evitando desperdícios.

 

Destinar um espaço para uma cama auxiliar, quando a área do dormitório comporta, é muito bom. Ela pode ser até embutida na marcenaria, com rodinhas para deslocar. Facilita para aquelas noites em que o bebê precisa de mais atenção ou um momento em que os pais precisem deixá-lo à noite com alguém.

 

As cores e a decoração dão personalidade ao quarto do bebê. O rosa e o azul são os mais usados, porém eles podem ter um toque mais interessante se mesclados com outras como o verde, amarelo, bege e até cinza.

 

Não se esqueça de dar atenção à iluminação. É importante deixar uma alternativa de luz suave, seja com iluminação indireta ou com abajur. Assim, pode-se criar o ambiente perfeito e tranquilo para o bebê que vai chegar.

 

0ce0993565cd6b73764eb93db1046a3d

Compartilhe!

Contato

051 99658 6888

vanessa@vanessacravo.com.br
Atendimento em Porto Alegre e Torres com hora marcada